quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Showball

O meme mais legal da galáxia!

Agora que o coringão subiu, está tudo as mil maravilhas. Depois de diversos meses planejando, resolvi liberar esse que promete ser o meme mais quente dos últimos tempos. É fácil: Pegue todas as suas referências e personagens do mundo e monte um time de futebol. Isso, aplique toda sua experiência de estádio/sofá e imagine todos aqueles caras, mulheres ou wookies que permearam sua infância, adolescência ou vida adulta e coloque-os para disputar uma peladinha.

Tens total liberdade para colocar quem quiser (menos o Allejo) e fazer dos campos um lugar ainda mais divertido.

O meu ficou assim:

Goleiro: Abe Sapien, do Hellboy. Investigador paranormal, anfíbio e excelente acrobata, esse é difícil de furar. Tem com maior ídolo o Ronaldo, Goleiro-Deus da época arturiana do Corinthians e Benji, menino-prodígio-de-boné da série Super Campeões.



Lateral Esquerdo: Chewbacca, do Guerra Nas Estrelas. Uma escolha óbvia para um lateral defensivo. Ao longo de seus 2,30m de muita determinação e rugidos, nenhum atacante que se preze irá ousar dividir a bola com esse belo exemplar de Wookie. (Além dos mais frescos se negarem a encostar em sua vasta e suada pelugem durante a partida).



Lateral Direito: Blanka, do Street Fighter. Único brasileiro nesta farsa ludopédica. Discípulo de Cafu, Guile e Materazzi, aprendeu tudo com estes mestres (principalmente pelo golpe que ele vira uma bola insadecida e desfere uma poderosa cabeçada em seus adversários) e com os mais diferentes animas da selva amazônica.



Zagueiro 1: John Mclane, do Duro de Matar. Subverta para Duro de Passar, ou Sua Canela Ele Vai Quebrar ou Pode Tentar Que Eu Vou Te Arregaçar. Todas possíveis variáveis para obras advindas desse que será o mais canaleiro dos zagueiros. Capaz de dar um tiro no próprio peito para parar o adversário.



Zagueiro 2: Marv, do Sin City. Sem meias palavras, sem inteiras canelas.






Volante: Slot, do Goonies: Bonito como o Amaral, habilidoso como Rincón e viril como Tupãzinho, esse meninão vai dar muito trabalho aos atacantes. Principalmente se trouxerem uma barra de chocolate ou mexerem com seus amigos rechonchudos.




Meia esquerda: Ulysses Everett McGill, do “E aí Meu Irmão, Cadê Você? . Reencarnação de Ulisses/Odisseu (da Odisséia), bezuntado em brilhantina e nascido no meio dos Estados Unidos . Possui a lábia e a esperteza daqueles que brilharam nessa posição, canhotinhos d´ouro como Zico, Napoleão Bonaparte, Charles Chaplin e Mahatma Gandhi.



Meia direita: Jesse Custer, de Preacher. Aspirante a messias, padre, ladrão, assassino, fã de John Wayne, badass mother fucker que usa tapa-olho. Ele é daqueles que fazem a bola correr, tocam de lado, mas vão pra cima quando o jogo ta difícil, dão aquela arrancada de 90 metros, driblam três e metem um balaço no ângulo.


Meio central: Spike Spiegel , do Cowboy Bebop. Além de ser cowboy, lutador de Jeet Kune Do e astronauta, tem a leveza necessária para armar as mais belas jogadas e aplicar os mais desconcertantes dribles. Fumante com fôlego de gazela, e olhos cansados de um bom lutador, é o maestro do time, mas poderia sumir ocasionalmente devido algum rabo de saia.



Atacante: Jesse James, do velho Oeste. Pontaria certeira, elegância e capacidade de cavalgar como o vento , esses são os requisitos para um atacante classudo. Prefiro o Jesse James do O Assassinato de Jesse James, solitário e taciturno.




Centroavante: Derek Zoolander, de Zoolander. Além de lindo, suas poses auspiciosas e charme inigualável podem paralisar os desavisados defensores. Sua obra-prima, a Magnum, já deu muitas vitórias ao time, que sempre comemora com deliciosas rodadas de Orange Mocha Frappuccino.



Técnico: Steve Zissou, da "Vida Marinha com Steve Zissou". Experiente, competente e envolvente.

Personagens como Hector Bonilha, Stalonne Cobra, ou o Tio Ted (do Fantástico Mundo de Bobby) serão mais que bem vindos. Ou seja, o critério de escolha dos seus craques vai única que exclusivamente do seu bom senso e referências da sua infância sofrida, passada lá no interior de Alagoas.

Quero ver quem é o bom de ganhar esse campeonato, que ficará conhecido como a UéFa! Champions Extraordinária Liga.

E só pra fazer uma graça, nossa trilha sonora oficial seria: “I Am A Man Of Constant Sorrow”, do filme “E aí Meu Irmão, Cadê Você?”, dos gênios Cohen. (escuta no Deezer).

E os escolhidos para continuar a peleja ela internet são:

Eric, do Cegos, Surdos e Loucos;
A Mina, do
PutzCaramba!;
A Tayra,
De repente, não mais que de repente;
A Gabi, da
Casa dela;
E o Renato, do O Santo Líquido.

4 comentários:

renato santoliquido disse...

Zoolander no ataque é sensacional. Queria chamar o Blanka para meu time, mas ele reclamou que eu nao tinha uma pegada tão verde amarelo.

Seria um bom duelo.

Abraços e o que vale são os três pontos.

fabiano carlos disse...

uhauahaua
caramba!muito bom o post.
tô até pensando em montar um time pra mim.

uahuahauhauaa.
abraços.

Mina disse...

Cara, é difícil isso!
Mas tá saindo um time que vai destruir o seu (literalmente).

Júlio disse...

Não saquei muito qual é a do meme... o que seria isso?
E por falar em Cobra, o do Simpsons seria um bom reforço pro seu time, desde que fosse permitido jogar com maço de cigarro debaixo da manga da camisa...